SOMAR Meteorologia :::::::::::::::::
   Terça-Feira, 29 de Julho de 2014
Somar Meteorologia:::::::::::::

Perguntas mais frequentes, recebidas pela equipe de previsão da Somar Meteorologia

Esta página tem como objetivo orientar o usuário das informações de Tempo da Somar, para tirar o melhor proveito das informações contidas nas páginas WEB e nos boletins Climáticos.

A base de dados usada para geração das previsões do Tempo da Somar são os Modelos Numéricos de Previsão do Tempo (MNPT). Estes Modelos são rodados em supercomputadores de centros meteorológicos/científicos nacionais e internacionais, a exemplo do CPTEC/INPE, e NCEP/NOAA/USA.

(1) O que são Modelos Numéricos de Previsão do Tempo?

(2) Essas informações geradas pelos MNPT são confiáveis?

(3) Como a Somar trabalha as informações do MNPT?

(4) Como eu "traduzo" as informações de Tempo para minha cidade?

(5) Até quanto posso confiar no volume de chuva previsto?

(6) Eu tenho uma estação meteorológica e os dados não batem com o previsto. Por quê?

(7) Os dados previstos pela Somar não batem com o termômetro de rua perto de minha residência. Por quê?

(8) Qual o significado dos índices de Alerta gerados pela Somar?

(9) Na página exclusiva aos assinantes, quais são os produtos e a regularidade de sua atualização?

(10) O que é dado meteorológico interpolado?

(11) Qual a diferença entre previsão de Clima e previsão de Tempo?

 

(1) O que são Modelos Numéricos de Previsão do Tempo?

São programas de computador, baseados em fórmulas matemáticas e físicas que, a partir de uma situação inicial (condição atual da Atmosfera), simulam a condição das diversas variáveis meteorológicas para um determinado intervalo de tempo, que pode ser 3, 5 ou 15 dias. Estes Modelos, trabalham com informação em ponto de grade. Imagine uma rede de pesca, que é feita a partir de fios atados em pontos específicos, para que seja feita um malha. Cada ponto de amarração, seria o ponto de grade do Modelo. Modelos de maior resolução, em geral modelos regionais, tem distância menores entre os pontos de grade. Os modelos globais (normalmente os usados para previsão mais longa) têm distância maior entre os pontos de grade. A distância maior ou menor influencia nos resultados dos Modelos, bem como na sua confiabilidade.

voltar para o topo

 

(2) Essas informações geradas pelos MNPT são confiáveis?

A confiabilidade dos MNPT varia conforme vários fatores, como época do ano e período de previsão. De 1 a 3 dias, os Modelos tendem a ter melhor índice de acerto, próximo ou superior a 80%. A partir de 4 dias, a confiabilidade diminui, e no período de 8 a 15 dias, podemos apenas ter idéia de uma tendência do período, p.ex., se vai ser mais seco (vários dias sem chuva), se vai ser chuvoso (vários dias com previsão de chuva), se a temperatura vai cair ou subir de forma mais significativa. Além desses fatores de tempo, ainda há o fator sazonalidade. Em meses de transição (Outono e Primavera), os Modelos tem uma tendência a errar mais do que em meses de estação mais bem definida, como Inverno e Verão. Inclusive em meses mais estáveis, como o Inverno, previsões de até 15 dias podem indicar bem a chegada de sistemas mais definidos, como frentes frias e massas de ar frio. No caso do Verão, vale lembrar as chamadas chuvas de verão que ocorrem na forma de pancadas muito isoladas e, por vezes, podem não ser detectadas pelos Modelos. É comum nessa época (verão), ocorrerem chuvas que atingem apenas parte de uma localidade/cidade, sendo bem mais isoladas.

voltar para o topo

 

(3) Como a Somar trabalha as informações do MNPT?

A Somar desenvolveu um chamado programa especialista o qual a partir da base de dados dos MNPT, qualquer que seja, são gerados relatórios pontuais, para as cidades ou regiões de interesse. Nesse programa especialista, há uma primeira checagem dos dados meteorológicos para confirmação das condições predominantes, p.ex., Tempo, chuva, temperatura, etc... Após esta primeira triagem da informação, o relatório passa pelo Meteorologista que faz sua avaliação final, aceitando ou modificando as informações geradas pelo programa especialista.

voltar para o topo

 

(4) Como eu "traduzo" as informações de Tempo para minha cidade?

É importante o usuário da Somar aprender a interpretar as informações de Tempo. Isso muitas vezes não é fácil. Depende do ramo de atividade e do interesse específico do usuário.

Dos ícones, temos:

Céu Claro: Condições de Tempo aberto, sem nuvens.
Poucas Nuvens: O sol predomina, com pouca variação de nuvens.
Nublado: Predominam as nuvens, com alguns períodos de sol;
Encoberto: Tempo fechado, sem períodos de sol;
Chuvas:
Esse ítem é importante, pois ajuda o usuário a entender o que é cada tipo de chuva.
Chuva rápida: Chuva muito isolada, em que há condição para sua ocorrência, mas não são todos os parâmetros dos MNPT que apontam para chuva. No caso do verão, podem ser aquelas chuvas que não cobrem toda uma localidade. Importante: não tem relação com o volume de chuva previsto;
Pancadas de chuva: Chuva na forma de pancadas, alternadas com períodos de sol, onde a maioria dos parâmetros dos MNPT apontam para sua ocorrência. Podem vir acompanhados de trovoadas;
Chuvas: Tempo chuvoso, com condições de chuva a qualquer hora do dia, onde a maioria dos parâmetros dos MNPT apontam para sua ocorrência. Podem vir acompanhados de trovoadas;
Nublado com chuva: Condição de chuva isolada, semelhante à chuva rápida, onde o tempo alterna com períodos de nublado;
Chuviscos: Chuva leve e persistente, associada com tempo fechado.

voltar para o topo

 

(5) Até quanto posso confiar no volume de chuva previsto?

Como falamos anteriormente, os MNPT são modelos que trabalham a partir de pontos de grade. Quando passamos pelo programa especialista, este indica um volume de chuva médio para a região, considerando os 4 pontos de grade mais próximos. Portanto, o volume estimado não necessariamente corresponde ao que exatamente vai ocorrer. Ele nos indica se vai ser pouca ou muita chuva. P.ex, 3 ou 5 mm, é pouca chuva e indica volumes pequenos de precipitação (*). Valores acima de 10 mm indicam melhores condições para essa chuva ocorrer. Acima de 20 mm, temos que ficar atentos, pois há tendência para volumes elevados de chuva.

(*) Numa condição de verão, ocasionalmente 3 ou 5 mm de chuva podem ser pancadas típicas da estação, associadas com o calor. Nesse caso, recomenda-se olhar também o estado da Atmosfera, na última coluna da previsão pontual.

voltar para o topo

 

(6) Eu tenho uma estação meteorológica e os dados não batem com o previsto. Por quê?

Voltamos ao ponto em que os MNPT nos dão um indicativo médio para a região, tanto no que se refere à chuva como temperatura. Portanto, nem sempre as informações vão bater exatamente, mas no caso da temperatura, não pode ter diferenças maiores que 3 graus Celsius. Se tiver, primeiro verifique se sua estação está montada conforme as normas técnicas. Para maiores esclarecimentos, entre em contato com a Somar para tentar melhorar as informações obtidas dos Modelos.

voltar para o topo

 

(7) Os dados previstos pela Somar não batem com o termômetro de rua perto de minha residência. Por quê?

Os dados fornecidos pela Somar baseiam-se na condição padrão de montagem dos termômetros, que são protegidos do sol e demais intempéries do Tempo. Os termômetros de rua não são um bom indicativo da temperatura vigente, pois estão a céu aberto, sem proteção do sol, chuva ou vento.

voltar para o topo

 

(8) Qual o significado dos índices de Alerta gerados pela Somar?

A última coluna da previsão pontual é reservada para os índices de Alerta. A Somar desenvolveu, além das previsões de variáveis meteorológicas convencionais, alguns índices que indicam o estado da atmosfera e risco de Tempo significativo, como chuva forte, granizo, rajadas de vento e geada.

Nos estados da atmosfera, temos:

Estável - Atmosfera estável, sem condição de chuva convectiva (forte e associada ao movimento vertical da atmosfera). Exceção para chuvas orográficas (chuviscos);
Instável - Atmosfera instável, com condições para formação de nuvens de chuva, fracas ou convectivas e isoladas;
Alerta! - Atmosfera muito instável, com condições para formação de nuvens de chuva forte, acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas;

Risco de Geadas:

Nenhum - Não há condições para formação de geadas;
Baixo - Pouca probabilidade de geadas (inferior a 20 %);
Alto - Alto risco de geadas, com temperaturas abaixo dos 5C e umidade relativa inferior a 50 %. Probabilidade entre 60 e 80%;
Alerta! - Todos os parâmetros são altamente favoráveis para ocorrência de geadas, como temperaturas em torno de 0C e umidade do ar inferior a 20%. Probabilidade acima de 80%.

voltar para o topo

 

(9) Na página exclusiva aos assinantes, quais são os produtos e a regularidade de sua atualização?

Pela ordem, temos:

Análises e previsões : Nesse link, temos a análise da Atmosfera, feita pelos Meteorologistas, onde são citados os principais fenômenos que atuam no Brasil e no Mercosul. Depois, há a previsão para o Brasil e para sua Região de interesse, sempre com um comentário à respeito da perspectiva de mudança significativa ou não. Os textos são atualizados duas vezes ao dia. Uma pela manhã e outra à noite.
Satélites : São como fotos do que está acontecendo no Brasil, tiradas pelos satélites meteorológicos. O que cobre o Brasil, é o GOES-8, que fica estacionado na linha do Equador. As imagens são renovadas a cada 2 ou 3 horas.
Mapas de Previsão : Nesse link, encontramos diversos mapas de previsão do Tempo, gerados a partir dos MNPT. São eles: chuva acumulada em 24 horas, temperatura máxima e temperatura mínima. Esses mapas são renovados 2 vezes ao dia. Uma pela manhã, e outra à noite.
Previsão para as cidades : Nesse link há previsão pontual, para as localidades de interesse ou para a Região, com 15 dias de antecedência. Essas previsões são renovadas 2 vezes ao dia. Uma pela manhã, e outra à noite.
Previsão para 10 dias: Nesse link, há mapas de chuva acumulada e temperatura média em 10 dias, com devidos comentários para o Brasil e EUA.
Previsão de Clima : Nesse link, encontramos informações de como estão as condições climáticas e o monitoramento de eventos como El Niño e La Niña, bem como sua evolução ao longo dos próximos meses. As informações e boletins são renovados mensalmente.
Chuva por Satélite : Nesse link, encontramos mapas gerados a partir de dados de satélite, que indicam quanto choveu nas últimas 24 horas e quanto choveu nas últimas 6 horas sobre Brasil. Os mapas de 6 horas são atualizados várias vezes ao dia, enquanto os de 24 horas são atualizados uma vez ao dia.
Chuva acumulada : Nesse link, encontramos os valores observados de chuva, coletados a partir das estações meteorológicas oficiais do Brasil. Os dados são interpolados para ponto de grade, para que sejam gerados mapas. Temos chuva em 24 horas, chuva em cinco dias, total no mês, mês anterior e desvios (diferença entre o que ocorreu e o que deveria ocorrer).
Temperaturas observadas : Nesse link, encontramos os valores observados de temperatura, coletados a partir das estações meteorológicas oficiais do Brasil. Os dados são interpolados para ponto de grade, para que sejam gerados mapas de temperatura mínima e máxima.
Américas : Nesse link, encontramos informações das Américas Central e Norte, no formato de mapas de chuva, temperatura mínima e máxima. Os dados são gerados a partir dos MNPT.
Chuva média : São dados climatológicos, ou o que deveria ocorrer mês a mês com relação à chuva.
Temperatura atual : Mapas de temperatura, gerados a partir de informações dos aeroportos do Brasil e do restante da América do Sul.

voltar para o topo

 

(10) O que é dado meteorológico interpolado?

No Brasil, temos uma deficiência grande de informações observadas, aquelas coletadas de estações meteorológicas de superfície. Portanto, quando os dados chegam, para suprir essa deficiência e gerar uma informação do que ocorre na região próxima à uma estação meteorológica, a Somar interpola os dados para pontos de grade, gerando um formato parecido com o que sai dos MNPT. Esse artifício não altera o valor real onde há estações, e nos dá indicativo espacial do que ocorre em termos de chuva e temperatura no Brasil.

voltar para o topo

 

(11) Qual a diferença entre previsão de Clima e previsão de Tempo?

Clima está associado com o que normalmente deveria ocorrer ao longo de um mês ou em uma determinada estação do ano. A previsão de Clima, portanto, nos indica a tendência para a estação em termos de média histórica. P.ex., a previsão climática aponta se um verão terá chuvas abaixo ou acima do normal, ou se um inverno terá frio em excesso.

Tempo está relacionado com previsão de um prazo mais curto (hoje até 15 dias). As informações são mais específicas e indicam se vai ocorrer chuva em determinado dia ou não, ou quando será o valor absoluto de temperatura.

voltar para o topo

Untitled Document

 

Todos os direitos reservados à SOMAR METEOROLOGIA. É probida a reprodução total e/ou parcial sem autorização.