Logo

São Paulo - SP

Mudar Cidade Padrão

Máx

30ºC

Mín

17 ºC

Somar Meteorologia
Somar Meteorologia
Somar Meteorologia

AGROVIP

Novo produto para você Agricultor!

AGROVIP é o novo produto da Somar Meteorologia, com o foco totalmente voltado para a Agricultura.

Somar Meteorologia

Quinta

14/12

↑ Máx

30ºC

↓ Mín

17ºC

Sexta

15/12

↑ Máx

31ºC

↓ Mín

18ºC

Sábado

16/12

↑ Máx

32ºC

↓ Mín

17ºC

Domingo

17/12

↑ Máx

33ºC

↓ Mín

20ºC

Segunda

18/12

↑ Máx

28ºC

↓ Mín

20ºC

Terça

19/12

↑ Máx

29ºC

↓ Mín

19ºC

Notícias

Mapas

(SATÉLITE) Quinta-feira (13) começa com nuvens mais carregadas entre o Rio Grande do SUl com o Uruguai, por conta da formação de um sistema frontal. Um grande corredor de nebulosidade também atua desde o Amazonas até a Bahia. No sul baiano, em Tocantins, Goiás e no Distrito Federal, choveu forte nas últimas horas. Ontem, o destaque foi o aumento das temperaturas no Centro-Sul do Brasil durante a tarde e em algumas cidades gaúchas chegou a ter a maior máxima do ano. (CAPITAIS DESTAQUES) Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Brasília, DF registrou chuva forte nesta madrugada com acumulado de 31mm (12% da média). Ontem, depois de 132 dias, volta a chover em São Luís, MA. Foram 5,8mm por estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN). Além disso, a temperatura máxima na quarta-feira (13) foi de apenas 30,6ºC (menor máxima da primavera). Cuiabá, MT teve a tarde mais quente desde o dia 29 de novembro, quando os termômetros marcaram 35,1ºC. Campo Grande, MS teve a segunda tarde mais quente de dezembro (33,5ºC). Em Porto Alegre, RS fez 34,6ºC (tarde mais quente desde 15 de novembro). Além disso, teve uma diferença de 8,2ºC com relação à máxima de terça-feira (12). Por fim, em São Paulo, SP a máxima foi de 27,1ºC, uma diferença de 6ºC com relação à tarde anterior. (CHUVA-ESTRAGOS) A chuva de ontem em São Luís, MA causou pane nos semáforos e prejudicou o trânsito da cidade e deixou sem energia moradores de 15 bairros. (RAIO) Um homem morreu após ser atingido por um raio na zona rural de Pedro Afonso, TO na noite de ontem. Segundo a Polícia Civil, chovia no momento do acidente. Um outro homem no local foi arremessado pela força da descarga elétrica. Este chegou a desmaiar, mas foi socorrido e passa bem. De acordo com os dados do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Tocantins é o estado com maior densidade de descargas atmosféricas segundo a última estatística. São 17,1 raios por quilômetro quadrado. O Brasil tem uma média anual de 77,8 milhões de raios por ano. (CRISE HÍDRICA) A Secretaria de Agricultura do Distrito Federal estima um prejuízo de R$ 600 milhões na safra deste ano devido à crise hídrica. Por causa da menor disponibilidade de água, agricultores principalmente de hortaliças enfrentam restrição para o uso do recurso. (ESTADOS UNIDOS) Além da Califórnia, ontem bombeiros tentavam controlar um incêndio no parque estadual do estado da Dakota do Sul, nos Estados Unidos. As chamas chegaram a atingir mais de 80 km² e dizem que não se via uma situação dessa em mais de 10 anos. Ainda, ontem a tempestade de inverno "Chloe" atingiu o Meio-Oeste dos Estados Unidos, deixando a cidade de Detroit, Michigan, coberto de neve, fenômeno raro por lá. Além de várias escolas ficaram sem aulas, os voos no aeroporto de Detroit foram cancelados. (SECA ARGENTINA) A estiagem preocupa a Argentina. O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina afirma que há uma anomalia hídrica mais severa do que em anos anteriores na região de Santa Fé. Isso está provocando um atraso nos trabalhos de plantio e no desenvolvimento dos cultivos de safra de verão (soja e milho). Ressalta que há poucos meses essa região sofria com os excessos de chuva, inundações e alagamentos de estradas rurais e povoados, fatos que desestabilizaram a produção do setor agropecuário e ocasionaram preocupação em grande parte dos habitantes. (SECA PORTUGAL) A produção de frutos e vinho foi beneficiada pelo tempo seco em Portugal, mas em contrapartida cereais e azeite foram prejudicados. Além da falta de chuva foram registradas elevadas temperaturas (a primavera foi a terceira mais quente desde 1931 e o verão o sexto mais quente e o terceiro mais seco desde 2000), o que beneficiou o desenvolvimento de algumas culturas e prejudicou outras). (NEVE EUROPA) Têm ocorrido tempestades de neve desde o fim de semana na Europa e diversos países contabilizam os prejuízos. Segundo informações da imprensa, nos Alpes, entre Áustria, França e Itália a altura da neve chega a três metros. Algumas cidades montanheses chegaram ficar isoladas. Centenas de voos foram cancelados entre o Reino Unido, França, Alemanha e região alpina. Além dos transtornos provocados pela neve, as estações de esqui comemoram a abertura das pistas, como foi o caso da Serra da Estrela, em Portugal. (NEVOEIROS) Pelos aeroportos, nesta manhã: Uruguaiana, RS: nevoeiro (visibilidade reduzida a 100m) Anápolis, GO: nevoeiro (visibilidade reduzida a 200m) Curitiba (Afonso Pena), PR: névoa úmida (visibilidade reduzida a 1300m) (CHUVA) Pelo INMET, das 22h de ontem até 8h de hoje: Lagoa da Confusão, TO: 149mm, maior desde 07/02/2000 Iporã, GO: 118mm Rondon do Pará, PA: 98mm Pedro Afonso, TO: 76mm Santana do Araguaia, PA: 98mm Itamaraju, BA: 57mm Caravelas, BA: 51mm Medicilândia, PA: 42mm (VENTO) Nesta madrugada e manhã, pelo INMET: Laguna, SC: 80km/h Uruguaiana, RS: 60km/h Cristalina, GO: 56km/h (TEMPERATURAS MÁXIMAS) Pelo INMET, as seguintes cidades registraram ontem a tarde mais quente do ano: Uruguaiana, RS: 37,2ºC, maior do ano, superando os 37,0ºC do dia 03/01 Encruzilhada do Sul, RS: 33,8ºC, maior do ano

Facebook

Previsão do Tempo

Tempo Agora Jornal do Tempo

Redes Sociais